PAÍS

Estivadores não cedem à chantagem terrorista de patrões e do governo! - Novo pré-aviso de greve até 24 de Dezembro

2012-11-29-manif estivadores 03Os trabalhadores estivadores lutam contra todas as ameaças vindas dos patrões. Estes vão já ao atrevimento de exigir a alteração da lei da greve e que este direito seja revisto na Constituição, o que é dizer o mesmo que seja varrido.

Por seu turno, o governo reafirma a sua disponibilidade para “negociar”, mas apresenta os mesmos argumentos de sempre o que, na prática, a serem aceites pelos trabalhadores, redundaria em maior precariedade e despedimentos para muitos dos estivadores que hoje se encontram com contrato efectivo e, sobretudo, retiraria à sua estrutura sindical a participação activa na selecção e contratação de novos trabalhadores, na sua formação e na supervisão que garanta os requisitos de segurança e qualidade internacionais exigidos para esta profissão.

Contra este estado de coisas, e com o apoio internacional que tem concitado por parte dos seus colegas que se vêem ameaçado com o mesmo tipo de ataque de que os estivadores portugueses estão a ser alvo, após mais de três meses de greve às horas suplementares, os trabalhadores estivadores, depois de terem prolongado o período de greve até ao dia 17 de Dezembro, como noticiámos, avançaram agora com novo pré-aviso de greve até ao dia 24 de Dezembro, o que irá afectar os portos de Lisboa, Setúbal, Aveiro e Figueira da Foz.

Segundo o sindicato dos estivadores, a paralisação para o porto da capital irá decorrer entre as 17 e as 20 horas e entre as 21 e as 24 horas do período de 17 a 21 de Dezembro. No porto de Setúbal, está prevista greve entre as 17 e as 20 horas e entre as 21 e as 01 horas do período entre 17 e 21-22 de Dezembro.

Para os portos de Aveiro e da Figueira da Foz, a paralisação está agendada para entre as 08 e as 12 horas e entre as 13 e as 17 horas do período entre 17 e 21 de Dezembro.

Entre as oito horas de 17 de Dezembro e as oito horas do dia 24 de Dezembro, os estivadores não irão movimentar qualquer carga de e para o porto de Leixões.

Esta decisão comprova que se está perante um combate duro e prolongado, cheio de escolhos e cantos de sereia, vindos do governo com a sua verborreia do costume, sendo que os patrões já tiraram completamente a máscara.

Mas também é necessário estar muito atento com alguns ditos consensos vindos das centrais sindicais que não tenham em conta os interesses dos trabalhadores em luta e os seus reais objectivos.

Esta luta constitui, sem dúvida, um exemplo para todos os trabalhadores, para todo o povo, demonstrando que é tempo de acabar com a canga das medidas terroristas deste governo, com o beneplácito e cumplicidade de Cavaco Silva, servindo interesses do grande capital, do imperialismo germânico, em suma, da Tróica. Esta luta tem de avançar para o objectivo político do derrube do governo de traidores e a imposição sem mais delongas de um governo democrático patriótico.

Os trabalhadores estivadores vencerão, o povo vencerá!

 

Manifestação Internacional de Estivadores - “A Nossa luta é de todos!”
Estivadores não desarmam na sua luta! - Greve prolongada até 17 de Dezembro
Greve prolongada até 28 de Novembro - Estivadores mantêm-se firmes na luta!
A valorosa luta dos estivadores



Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home País MOVIMENTO OPERÁRIO E SINDICAL Estivadores não cedem à chantagem terrorista de patrões e do governo! - Novo pré-aviso de greve até 24 de Dezembro