CampanhaFundos202206

IBAN PT50003502020003702663054   NIB 003502020003702663054

7 de Junho de 2024

Nota à Imprensa

PCTP/MRPP informa a sua posição sobre o Serviço Militar Obrigatório no momento presente

Lisboa, 29/04/2024

O Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) considera, e sempre considerou, que a defesa do país compete a todos os cidadãos e não a um grupo de mercenários mesmo que este se designe por Forças Armadas Portuguesas pelo que propugna a prestação, por todos os cidadãos, de Serviço Militar durante um dado período de tempo a definir que lhes permita aprender as perícias militares para, em caso de ataque ao nosso país ou o seu bem-estar se torne impossível, se mobilizem rapidamente para, consoante o caso, repelir esse ataque ou instaurar o bem-estar popular.

Sobre o mesmo tema, o PCTP/MRPP reafirma hoje o que o camarada Arnaldo Matos referia já em 2016:

As Forças Armadas, de portuguesas, só têm o nome. As Forças Armadas ditas portuguesas são hoje um grupo de mercenários, lacaios do imperialismo americano, francês e alemão.

Todas estas tropas mercenárias deviam recolher a Penates, para serem imediatamente desmobilizadas.

Os portugueses não podem nem têm de pagar tropas para defender os interesses do imperialismo, precisamente aquele mesmo imperialismo que também explora o nosso povo em Portugal, nas fábricas que já não são nossas, mas francesas, inglesas, suecas e alemãs, nos bancos que são espanhóis, nos mares que já só falam castelhano.

Ler mais 

Cimeira da Paz ou Nova Escalada da Guerra?

A guerra inter-imperialista, que tem como palco a Ucrânia, continua em marcha acelerada até ao combate final.

Volodymyr Zelensky, o fantoche do ocidente, iniciou mais um périplo para recolher apoios militares, humanos e  financeiros, numa demanda  que mais não é do que uma campanha de propaganda, visando a continuação e o aprofundamento da guerra e levando a Europa a um envolvimento mais directo, não estivesse esta subjugada à hegemonia dos Estados Unidos e da Nato.

Depois  de   a chamada ofensiva do verão de 2023 ter sido clamorosamente derrotada, de ter exaurido o povo ucraniano  a ponto de não  conseguir recrutar forças ucranianas para o combate (foram mortos milhares de ucranianos civis e militares!), e de ter deixado anexar pelo imperialismo russo cerca de 900Km2 da Ucrânia, eis que Zelensky proclama o início da 3.ª Guerra Mundial.  E fá-lo com o  entusiasmo de um exterminador!

É isso mesmo que ressalta  da entrevista, há cinco dias,  ao jornal britânico  the  Guardien, em que Zelensky anuncia o início da verdadeira 3.ª Guerra Mundial, ou seja, a sua verdadeira missão.

Ler mais

MONTENEGRO, AIRES PEREIRA E DIAMANTINO NÃO QUEREM SABER DOS MAUS CHEIROS DA RESULIMA.

O grave problema dos maus cheiros que o aterro da empresa Resulima, em Paradela (Barcelos), provoca continua sem resposta do poder estabelecido. Recorde-se que o problema afecta não só algumas freguesias de Barcelos, como também freguesias da Póvoa de Varzim como Laúndos, Rates, Estela, Navais e outras.

Ler mais
 
Os 50 anos do 25 de Abril

 Arnaldo Matos

A SITUAÇÃO POLÍTICA ACTUAL E AS NOSSAS TAREFAS

Informe à conferência de Jales

A questão da situação política actual no nosso país é saber qual o destino da revolução portuguesa, deduzindo-o do balanço das vitórias e dos reveses dessa revolução e das forças de classe que lhe subjazem e os explicam.

Ler mais

Está em... Home