Partido

“Não devemos ter medo das discussões, devemos ter é medo do silêncio”

LeonelCoelhoEnxada2Com a mesma coragem com que viveu, o camarada Leonel Coelho acabou o tempo do convívio com a família, com os amigos e com os camaradas que tanto honrou em vida.

Operário no berço, na política, no labor, na cultura e nas letras, o camarada Leonel Coelho defendeu sempre como sua a luta da classe operária.

Para um comunista, como ele foi, o Partido Comunista é causa e consequência da sua acção, forma-o e com ele se forma. Nunca o equivocou e sempre se bateu por ele! Tudo discutiu mas em momento algum abandonou o Partido! – “Não devemos ter medo das discussões, devemos ter é medo do silêncio” afirmava o camarada Leonel.

É precioso o seu legado literário e dele ficará por muitas gerações memória do seu vigor e generosidade na Academia de Alhos Vedros, no Concelho da Moita e no Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses.
Saibam aqueles a quem passou o testemunho honrar o testemunho recebido!

Honra ao camarada Leonel Coelho!

O Comité Central


O corpo do camarada Leonel Coelho encontra-se em câmara-ardente junto à igreja de Alhos Vedros até às 14:30 de amanhã, 9 de Dezembro, quando a urna partirá em cortejo para o crematório da Quinta do Conde onde será cremado às 16 horas.

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home PARTIDO “Não devemos ter medo das discussões, devemos ter é medo do silêncio”