Partido

Sigamos o Exemplo Revolucionário do
Camarada Alexandrino de Sousa

AlexandrinoFuneralMartinsSoaresHá 46 anos atrás, no dia 9 de Outubro de 1975, perdia-se na luta um camarada. Alexandrino de Sousa era o seu nome, a sua luta visava a sociedade sem classes. Estudava direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, sendo um dos membros da Federação dos Estudantes Marxistas-Leninistas, a organização para a juventude estudantil do Partido àquela data. Foi assassinado, de forma vil e cobarde por um bando de neo-revisionistas, estes militantes de um partido traidor que mais tarde se integrou numa coisa reaccionária e contra-revolucionária designada por Bloco de “Esquerda”, o que por si só já nos dá a entender de que tipo de gente estamos a falar e quais os seus interesses de classe, obviamente distintos daqueles pelos quais este camarada ousou lutar até ao último sopro.
46 anos depois, e ao contrário da asquerosa democracia burguesa e a sua justiça de merda, nós não esquecemos o camarada Alexandrino de Sousa e o seu exemplo de coragem, resiliência e dedicada militância.
O camarada Alexandrino morreu lutando firmemente pelo proletariado. A melhor homenagem que lhe podemos prestar é lutando, nós também, hoje e sempre, pela construção do comunismo.

Honra ao camarada Alexandrino de Sousa!

09Out2021

Ernesto

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home PARTIDO Sigamos o Exemplo Revolucionário do Camarada Alexandrino de Sousa