CampanhaFundos202206

IBAN PT50003502020003702663054   NIB 003502020003702663054

26 de Maio de 2024

Nota à Imprensa

PCTP/MRPP informa a sua posição sobre o Serviço Militar Obrigatório no momento presente

Lisboa, 29/04/2024

O Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) considera, e sempre considerou, que a defesa do país compete a todos os cidadãos e não a um grupo de mercenários mesmo que este se designe por Forças Armadas Portuguesas pelo que propugna a prestação, por todos os cidadãos, de Serviço Militar durante um dado período de tempo a definir que lhes permita aprender as perícias militares para, em caso de ataque ao nosso país ou o seu bem-estar se torne impossível, se mobilizem rapidamente para, consoante o caso, repelir esse ataque ou instaurar o bem-estar popular.

Sobre o mesmo tema, o PCTP/MRPP reafirma hoje o que o camarada Arnaldo Matos referia já em 2016:

As Forças Armadas, de portuguesas, só têm o nome. As Forças Armadas ditas portuguesas são hoje um grupo de mercenários, lacaios do imperialismo americano, francês e alemão.

Todas estas tropas mercenárias deviam recolher a Penates, para serem imediatamente desmobilizadas.

Os portugueses não podem nem têm de pagar tropas para defender os interesses do imperialismo, precisamente aquele mesmo imperialismo que também explora o nosso povo em Portugal, nas fábricas que já não são nossas, mas francesas, inglesas, suecas e alemãs, nos bancos que são espanhóis, nos mares que já só falam castelhano.

Ler mais 

Estado em Degradação Política Reprime Violentamente Manifestações Pacíficas de Apoio à Palestina

À volta de 100 estudantes ocuparam durante cerca de uma semana as instalações do departamento de Ciências e Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, em favor da causa palestiniana. Eles exigem o fim das relações da UP com o Estado de Israel, face ao genocídio de Gaza. Por isso, entoaram palavras de ordem como "Solidariedade Proletária por uma Palestina Livre", "Israel não é uma democracia, Israel é um país terrorista" e "A Revolução começa aqui". Cânticos revolucionários, portanto.

Ler mais


O fascista ventura Afinal É Tão ou Mais Corrupto Que os Outros

André ventura, o nazizinho, campeão da honestidade e da luta contra a corrupção, ao fim de contas, é, comprovadamente, corrupto.

Em 2014, o bom do ventura assinou um parecer, enquanto inspector da Autoridade Tributária, que contribuiu para isentar uma empresa de Lalanda e Castro, ex-patrão de José Sócrates, do pagamento de 1,8 milhões de euros de IVA. Este caso foi investigado no âmbito do processo dos "Vistos Gold", por suspeitas de favorecimento de Lalanda e Castro, que também está referenciado na Operação Marquês e é acusado de corrupção no processo Máfia do Sangue. O andré ventura que serviu de peão na manobra de evasão fiscal de Lalanda e Castro é o mesmo histérico ventura que demoniza todos os beneficiários do RSI, incluindo crianças.

Ler mais

Manifestação Contra o Encerramento Nocturno da Urgência Pediátrica do CH Tondela - Viseu/ULS Viseu Dão - 1 de Junho

Para os partidos da burguesia, nada como campanhas eleitorais, oficiais ou não, para em palavras tudo resolver, mas chegados ao poder, o caso fia mais fino…

Num país que chora a baixa natalidade, a “solução” dos governos burgueses (o anterior e o presente) para o problema é encerrar maternidades e urgências pediátricas, primeiro aos fins-de-semana à noite, depois toda a semana à noite e depois, dia sim dia não, etc..

A propósito de mais um caso, o encerramento nocturno do serviço de Urgência Pediátrica do Centro Hospitalar Tondela - Viseu / Unidade Local de Saúde Viseu Dão Lafões, recebemos de uma cidadã mobilizada para a luta a Carta Aberta que abaixo publicamos na íntegra

Carta Aberta

O serviço de Urgência Pediátrica do Centro Hospitalar Tondela - Viseu / Unidade Local de Saúde Viseu Dão Lafões começou a encerrar, de sexta a segunda-feira, durante o período noturno, em março.

Ler mais

PAÍS

O bolo é grande! A disputa maior... 

Um computador roubado, agressões no Ministério e mentiras descaradas. Eis o governo Costa. Um autêntico putedo, como diria o camarada Arnaldo de Matos.

Pedro Nuno Santos abandonou o cargo de ministro das Infraestruturas para acalmar os ânimos mas com João Galamba os ânimos ainda subiram mais de tom, tornaram-se até violentos. Agora sabe-se que o execrável Galamba soube da reunião com Christine Widener- reunião sobre a qual se sabe que houve um "arranjinho" entre a ex-CEO da TAP e deputados do PS. Isso mesmo foi confirmado por mensagens trocadas entre João Galamba e o seu adjunto, Frederico Pinheiro, agora demitido.

No entanto, o episódio mais grave ainda estava por acontecer. O governo apresentou queixa-crime pelo alegado roubo de um computador do Estado, supostamente pertencente ao Ministério das Infraestruturas. Computador que teria informação confidencial. O alvo da queixa é o santinho Frederico Pinheiro, que tinha chegado ao governo pela mão de Pedro Nuno Santos.

Nesse dia 26 de Abril, a confusão foi tal que a polícia teve que ser chamada ao Parlamento.

João Galamba mentiu e mandou mentir. João Galamba é um arrivista e um grande pulha. João Galamba é um criminoso. Só tem um lugar: a prisão.

Há dias veio a público que Fernando Medina escondeu, durante 5 meses, um documento que apontava várias falhas ao sistema de controlo interno dos fundos comunitários no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O ministro das Finanças, Fernando Medina, ocultou, durante 5 meses, um parecer da Comissão de Auditoria e Controlo (CAC) do PRR, onde constam várias falhas ao sistema de controlo interno destes fundos, com riscos de conflitos de interesses e de duplo financiamento. O Ministério das Finanças rejeitou divulgar o parecer mesmo após a Comissão de Acesso a Documentos Administrativos (CADA) ter recomendado a sua divulgação. Só depois de uma sentença do tribunal é que foi revelado.

Em Janeiro, uma parte das críticas constantes no parecer secreto foi divulgada pelo Ministério Público. A procuradora-geral-adjunta Ana Carla Mendes de Almeida, que integra a CAC, transcreveu partes do parecer secreto num relatório onde assinala “insuficiências ao nível dos procedimentos” de “prevenção de conflito de interesses, fraude, de corrupção e duplo financiamento”.

Fernando Medina é um crápula e um corrupto, tal como António Costa. Se bem que tudo isto não seja novidade na governação do país, é-o na sua publicidade (todos roubaram e roubam na TAP e restantes empresas públicas, seguindo o modelo do que se passa nas empresas privadas, e o bolo orçamental sempre foi disputado e partilhado de formas obscuras quase sempre sem cobertura das leis que eles próprios fabricam, mas com a cobertura de uns aos outros). A disputa interna é à medida da dimensão do bolo, e o encobrimento habitual deixou de ser "prioritário" para essa gente. E ainda bem! Assim o povo fica a saber dos meandros habituais da governação burguesa. E que não se pense que a disputa é interna ao PS em exclusivo, no final de contas e como se tem visto, é interna a toda a burguesia com o presidente a pôr-se na posição de árbitro.

O governo Costa, com o "caso TAP", com o "caso Medina", com a corrupção e as "n" trapalhadas só merece cair com estrondo. E apodrecer no fim da linha. Entretanto, o povo, os operários, os trabalhadores e a juventude dão claros sinais de descontentamento nos mais diversos sectores. Mas o descontentamento não basta. É preciso que se consubstancie em insurreição. É para isso que estamos aqui, companheiras, companheiros, camaradas. Para derrubar de vez o Costa, o Marcelo, o Ventura, o fascismo, o capitalismo e o imperialismo.

29Abr2023

APR

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home País POLÍTICA GERAL O bolo é grande! A disputa maior...