PAÍS

O Abanão Fascista do Costa

Desde a meia noite de hoje que entrou em vigor o estado de calamidade que substitui o estado de contingência anteriormente em vigor.

Para além desta medida que, segundo a própria OMS, pela voz de um seu representante, o Dr. David Nabarro, veio esta semana – num evidente recuo da sua política fascista e castradora das liberdades constitucionais – afirmar que tais bloqueios não surtiram qualquer efeito e que, portanto, aquela organização passou a desaconselhar a sua aplicação, António Costa, sempre mais papista que o Papa, veio anunciar uma Proposta de lei que, entre outros mimos fascistas, propõe:

•    Uso obrigatório de máscara na via pública
•    Instalação obrigatória da aplicação (app) da plataforma Stayaway Covid
•    Ajuntamentos de mais de 5 pessoas ?!!!! (a lembrar a proibição salazarista dos “ajuntamentos de mais de 3 pessoas)

Quem ainda tinha dúvidas de que Costa, que já evidenciava há muito tiques fascistas, agora enveredou pelo fascismo puro e duro, tem aqui a prova de que esteve iludido até agora quanto à natureza deste títere.

Como qualquer títere que se preze, “justifica” as suas medidas fascistas em pressupostos puramente populistas, desprovidos de qualquer evidencia científica, de que a preocupação do governo é ...tratar da saúde aos portugueses!

A oposição parlamentar – seja o que for que isso significa – já se manifestou desfavorável à referida Proposta de Lei, dando ênfase, não aos motivos políticos, mas, pasme-se, aos motivos “técnicos” porque, segundo estes “opositores” de ópera bufa, existem fortes dúvidas quanto à sua aplicabilidade!

As medidas anunciadas – sobretudo a obrigatoriedade da instalação da app Stayaway Covid – é um acto de pura retaliação fascista por parte de Costa. Humilhado perante o insucesso da promoção daquela aplicação, em que ele se empenhou pessoal e políticamente, e num acto de puro revanchismo, próprio de títeres auto-convencidos quanto ao poder que possuem, decidiu avançar com uma proposta em que decide, para além do mais, impor multas de 500 euros aos prevaricadores que não cumpram com essa regra.

Recordamos que a Plataforma Stayaway Covid, apesar de ter atingido pouco mais de 1 milhão de downloads (descargas), apenas registou 100 partilhas dos códigos fornecidos pelos médicos aquando de um teste positivo, supostamente para “alertar” quem esteve em ... contacto de risco!!!

A própria Comissão Nacional de Protecção de Dados já fez um crítica demolidora a tal proposta e anunciou que se oporá determinantemente à sua aplicação, na eventualidade de ela vir a ser aprovada no Parlamento e validada por Marcelo Rebelo de Sousa.

Ou seja, não satisfeito por implementar, no plano político e económico – veja-se a recente Lei do Orçamento para 2020 – medidas que vão agravar as condições de vida de quem trabalha, aumentar o desemprego e a precariedade e aprofundar a situação de miséria já existente, Costa, vem agora propor que haja uma polícia de costumes que vasculhe os telemóveis dos cidadãos e controle se o uso de máscara na via pública está a ser, ou não, observado. Fácil é de perceber que, se estas medidas constituiem uma diminuição de rendimentos para quem trabalha – que tem, por exemplo,  de adquirir e pagar mais máscaras inúteis e prejudiciais à saúde ou comprar telemóveis que suportem a descarga da referida aplicação Stayaway Covid -, também constituem, para os capitalistas, uma nova oportunidade de negócio ... e choruda!

Qualquer diferença entre esta proposta e a famigerada “lei da telha” que Salazar criou para poder impôr uma “taxa sobre o uso de isqueiro na via pública”, uma lei que, manifestamente, favorecia a indústria dos fósforos e o seu monopólio, é pura coincidência.

Porém, tal como o fizeram os estudantes universitários e milhares de populares naquela época, que saíam para as ruas, mesmo em condições de forte repressão, com uma telha na mão e sempre que pretendiam fumar a colocavam sobre a cabeça para respeitar o disposto em tal rídicula e fascista lei – que referia expressamente que estavam isentos desta taxa todos aqueles que acendessem o isqueiro “debaixo de telha” -, a classe operária e os trabalhadores dirão ao fascista Costa e seus apaniguados que, tal como derrubaram, a 25 de Abril de 1974, o regime fascista de Salazar e Marcelo, também Costa e o seu governo e regime têm os dias contados! 

MORRA O COSTA! MORRA! PIM!!

15Out2020

LJ

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home País POLÍTICA GERAL O Abanão Fascista do Costa