PAÍS

Colina de Santana: Uma denúncia que incomoda!

denuncia 01A fim de proceder à distribuição de um comunicado denunciando a manobra política em que estão envolvidos governo e Câmara Municipal de Lisboa relativamente às unidades hospitalares da Colina de Santana – já designada como a Colina de Ouro –, várias brigadas do PCTP/MRPP estiveram hoje, 2ª feira, nos Hospitais de S. José, Capuchos e Santa Marta.

Com uma excelente aceitação por parte dos médicos, enfermeiros e todos os trabalhadores e utentes, o nosso comunicado mereceu uma excelente recepção, havendo lugar a debate de ideias com várias das pessoas que aceitaram recebê-lo.

Porém, no Hospital de S. José, uma zelosa directora de serviços, reflectindo o incómodo que causavam as denúncias constantes do nosso comunicado e o carinho com que as nossas denúncias estavam a ser acolhidas veio, em defesa da administração e numa atitude perfeitamente fascista, abordar a nossa brigada instando-a a dirigir-se para o exterior das instalações hospitalares, isto se pretendíamos continuar a distribuir o referido comunicado.

Apesar de estarmos a realizar a distribuição dos mesmos em espaços exteriores, nomeadamente no pátio exterior onde se encontra um café de acesso público, não só a funcionários do hospital como a doentes e acompanhantes, a referida senhora insistia que a nossa brigada deveria abandonar imediatamente o local.

Esta atitude verdadeiramente fascista mereceu da parte dos nossos camaradas um veemente protesto, tendo a dita senhora chamado a unidade policial que presta serviço naquele hospital porque, não só os elementos da brigada se recusaram a acatar tal instrução, considerando a sua atitude arrogante e coartadora do direito à opinião e divulgação de ideias políticas, como pretendiam levar até às últimas consequências o exercício desse direito constitucionalmente garantido.

Os elementos da brigada do PCTP/MRPP acabaram por ser identificados pela força policial, mas não deixaram, contudo, de alcançar os objectivos que os haviam feito deslocar àquela unidade hospitalar – a denúncia de uma manobra de especulação imobiliária na qual estão mancomunados governo, CM de Lisboa e, pelos vistos, a própria administração do Hospital de S. José, que visa transformar a Colina de Santana numa autêntica Quinta da Marinha em pleno centro da capital.

Instamos todos os democratas e patriotas, todos os anti-fascistas, em manifestar o seu repúdio a esta acção atentatória dos direitos de liberdade de expressão e opinião, uma acção prenunciadora de tiques absolutamente fascizantes, entupindo o endereço electrónico daquela unidade hospitalar com mails a condenar as atitudes acima relatadas: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Este caso vem, também, demonstrar a justeza das nossas denúncias e o acolhimento que elas estão a merecer no seio dos médicos, enfermeiros, trabalhadores hospitalares e utentes e acompanhantes. Vêm dar ainda mais força a essa denúncia e a certeza de que a única saída para todos os profissionais da saúde e doentes, passa pelo derrube deste governo e pelo isolamento de todos aqueles que compactuam com uma política inteiramente vocacionada para a privatização da saúde como aconteceu durante os governos liderados por Sócrates que o actual prossegue e agrava.

 

Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home País LOCAL Colina de Santana: Uma denúncia que incomoda!