Autárquicas 2021

Por um SIMAR com futuro

ComunicadoSimarO SIMAR (Serviços intermunicipalizados de águas e resíduos) de Loures e Odivelas transformou-se numa empresa de contratar Empresas, recorrendo sistematicamente à contratação exterior num ciclo vicioso que é preciso inverter rapidamente, sob pena de caminharmos para a sua destruição e, consequentemente, para  o desemprego que lhe está associado.
São 37 milhões de euros por ano do SIMAR que são entregues a privados, cerca de 40 % de perdas físicas de água, milhões de euros em perdas físicas e comerciais na distribuição de água:  esta gestão coloca em causa o futuro da nossa empresa e o nosso futuro.
 Já fomos um dos Maiores Serviços Municipalizados do País, quando éramos SMAS e agora, devido à má gestão da administração, estamos em vias de desaparecer.
Todos os partidos, incluindo o PCP (como podem prometer um SIMAR público, com a má gestão que está a ser feita?) olham para o SIMAR como um negócio, sem que a opinião dos trabalhadores seja tida em conta.
Esta gestão politizada do SIMAR não está a resultar, as contas estão a ser camufladas, enquanto a empresa fica sem capacidade de investimento – temos uma má gestão corrente, vamos a navegar sem rumo, mas directos ao desemprego.
Nós, o PCPT/MRPP somos os únicos que defendem um SIMAR unido, público e de qualidade, numa gestão conjunta dos dois concelhos.
Na DRU, os circuitos de Recolha de Resíduos são entregues a empresas privadas, assim como   a recolha selectiva. A lavagem de contentores de recolha lateral é feita por privados. E assim se vão destruindo os nossos postos de trabalho pelos alegados defensores dos trabalhadores. Os Monos foram retirados da empresa, esvaziando a mesma, em vez de se manter e investir dentro da empresa.
Até o atendimento telefónico é feito, em parte, por outras empresas, assim como o “corte” por falta de pagamento de água e o serviço de leituras dos contadores.
No saneamento, uma parte do serviço é feito também por privados. No entanto, toda esta concessão a privados não é feita de forma clara, está encapotada; mas, é preciso e urgente perceber que estes Gestores "Públicos", quase só contratam empresas privadas com vista ao lucro, e desvalorizam o nosso papel importante para o Futuro desta Empresa.
A empresa não faz novos contractos, nem substitui os trabalhadores que chegam à reforma, como é o caso do torneiro mecânico que se aposentou recentemente, não tendo sido contratado ninguém para o seu lugar. A solução encontrada foi passar à contratação exterior, a outra empresa.
Só nos, os trabalhadores, sabemos a forma como fomos tratados durante esta pandemia! sem o menor respeito, trataram-nos de tal forma que parecia não existir pandemia!. Nós, os trabalhadores não esquecemos a forma como fomos tratados, parecia existir o síndrome Graça Freitas, no principio nem máscara nem testes queriam distribuir pelos trabalhadores.
Queremos congratular-nos pela atribuição do suplemento de penosidade e de insalubridade, mas a nossa preocupação recai sobre os colegas, a quem ainda não lhes foi atribuído esse suplemento, em sectores como a electromecânica e a serralharia que podem ser enquadrados pela lei, para além de outros sectores.
A nossa lista integra muitos trabalhadores do SIMAR, os quais conhecem bem a realidade da empresa, que conhecem as necessidades da população e que sabem o que é preciso fazer:  conhecemos a realidade, temos uma palavra a dizer!
É preciso contratar mais trabalhadores, investir na aquisição de viaturas pesadas próprias na recolha de resíduos, de máquinas para trabalhar, de ter brigadas próprias capazes de substituir as condutas de abastecimento de água antigas, em vez de andar sempre nos remendos.
Precisamos de um SIMAR mais operacional, capaz de desempenhar a sua missão, e que se mantenha na esfera pública.
É preciso que os dois concelhos, Loures e Odivelas, façam uma boa Gestão e invistam dos seus orçamentos municipais para recuperar os anos de desinvestimento perdido.
É preciso que a empresa se mantenha pública e bem gerida. Somos os únicos que defendem o SIMAR.
Os que defendem a separação dos Serviços, ou a divisão em dois concelhos, são os que querem o fim da empresa.
Chegou a hora de lutar por um SIMAR unido, público, e de qualidade.
Desafiamos todos as candidaturas a dizer que querem um SIMAR público gerido pelos dois concelhos.
Chegou a altura de lutar pelo Futuro do SIMAR, vota na nossa lista por um SIMAR bem gerido e com futuro!

No dia 26 de Setembro, vota por uma política diferente, por uma política ao serviço do povo!

Vota PCTP/MRPP

pctpmrpp

Partilhar
Está em... Home Autárquicas 2021 Por um SIMAR com futuro