Partido

Morreu o Camarada Artur 

Homem de poucas palavras, inteligente e discreto, afectuoso no trato e corajoso nas atitudes, morreu ontem de cancro, aos sessenta e três anos de idade, no Hospital do Barreiro, não longe da sua residência na Baixa da Banheira, o camarada Artur Manuel Antunes, filho de um casal de trabalhadores migrantes de Carregal do Sal, no distrito de Viseu, para a margem esquerda do Tejo, no distrito de Setúbal. 
arturDepois de completados os dez anos de escolaridade, Artur Antunes foi operário até morrer, primeiro, como caldeireiro da Equimetal, empresa metalomecânica pesada, e, depois, como mecânico na EMEF, Empresa de Manutenção de Equipamento Ferroviário, ambas as empresas na vila e cidade do Barreiro, sede da Companhia União Fabril, a CUF, império dos Melos, onde, na Quimigal, seu pai, João Antunes, se notabilizou como um grande e destemido bombeiro.
O camarada Artur Antunes nasceu em Alhos Vedros, no concelho da Moita, e foi admitido no nosso Partido em 1976, onde foi sucessivamente eleito membro do Comité Central e membro do Comité Permanente do Comité Central do PCTP/MRPP, cargos que manteve e exerceu sempre até morrer.
Entre 2002 e 2006, o camarada Artur foi delegado sindical do Sindicato Nacional dos Trabalhadores Ferroviários, e participou em todas as greves e manifestações contra a privatização da EMEF.
Sempre muito ligado às massas trabalhadoras, o camarada Artur exerceu diversos cargos e funções de direcção na Sociedade Desportiva Banheirense. E fez parte da comissão de fusão de três colectividades da Baixa da Banheira: O Real, Os Leais e o Grupo Desportivo Banheirense Racing, que formam actualmente a União Desportiva e Cultural Banheirense.
Artur Antunes exerceu também os cargos de Secretário e Vice-presidente da Direcção da Academia Musical e Recreativa 8 de Janeiro, de Alhos Vedros, e, posteriormente, o de presidente do Conselho Fiscal da mesma colectividade. 
No mandato de 2013/2017, Artur Antunes foi membro da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias da Baixa da Banheira e Vale da Amoreira.
Artur Manuel Antunes é sócio de mérito da Associação de Futebol de Setúbal.
Durante cerca de trinta anos, e até morrer, Artur viveu com a sua companheira Filomena, uma madeirense que lhe encheu de flores a casa e a vida, a quem com Cidália visitei ontem, inconsolável na sua tristeza, no seu amor e na sua saudade.
Em nome do Partido e em meu nome pessoal, exprimo as minhas sentidas e profundas condolências a Filomena e aos filhos - Carla, Liliana e Sérgio -, pois todos merecem a solidariedade incondicional do Partido e dos nossos camaradas.
Honra ao camarada Artur Manuel Antunes! (Carlos)

26Abril18                                                                                                                                                                                                                   Arnaldo Matos

Partilhar
Está em... Home Partido Morreu o Camarada Artur