Partido

II - Comentário de: Rogério de Marvila

Estimado camarada Arnaldo Matos

Antes de mais um abraço fraterno a todos os camaradas, em particular ao Fundador do nosso Partido, o camarada Arnaldo Matos.

Quando me postei nas primeiras fileiras do combate à canalha liquidacionista encabeçada pelos cornúpetos Garcia, Bulhão, Luís franco e Laires, fi-lo convicto da justeza da linha revolucionária, marxista e proletária desde sempre defendida e liderada pelo camarada Arnaldo Matos.

Então e hoje, como no futuro, defendi e defenderei a linha revolucionária, marxista e comunista para o nosso Partido.

Esgrimi contra "amigos", camaradas e entediados, "comunistas" de facebook e redes sociais. Tentei uma e outra vez alistá-los la batalha contra os anti-comunistas que queriam liquidar o nosso Partido.

Que ninguém tenha dúvidas sobre a derrota desses canalhas às mãos dos operários e trabalhadores portugueses.

Mas que não há que baixar os braços e dar a luta por terminada também é para mim uma certeza.

Como diz e bem o camarada Arnaldo Matos, é altura agora e mais uma vez, de os "iludidos", se são verdadeiros comunistas e querem a vitória de um partido proletário marxista comunista, o PCTP/MRPP, cerrarem fileiras em torno da linha vermelha do Partido.

Proletários de todos os Países. Uni-vos!

Morte aos Traidores do grupelho anti-partido de Garcia Pereira e associados!

Viva o Partido!!

05Abr17

Rogério de Marvila

 

I - Comentário de: Carlos Correia

Camarada Arnaldo Matos,

Quero desde já esclarecer que nunca consegui dedicar a minha vida ao Partido.

Contudo, tentei ajudar o Partido dedicando parte do meu dia.

Verifiquei no tempo que estive no Partido, que não existiam comunistas como o camarada defende.

Não sendo conhecedor do marxismo, nem do leninismo, contudo tenho uma opinião. Nunca tive a coragem de a manifestar pessoalmente.

O Partido não tinha militantes jovens. Enquanto não os tiver, mesmo que o camarada indique o rumo certo, com o qual eu estou de acordo, o Partido não exercerá influência na classe operária.

Um outro problema que eu vejo, é de não haver mais ninguém capaz de aplicar o marxismo à realidade actual sem ser o camarada.

Será que com muito estudo, como o camarada defende e pratica, se conseguirá formar comunistas com a mesma capacidade de compreender e aplicar o marxismo?

Para mim, só a transformação das actuais forças produtivas em meios de produção revolucionários, poderá refundar o Partido.

Só os verdadeiros comunistas poderão destruir a exploração do homem pelo homem.

05Abr17

Carlos Correia


 

 

 

 


Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home Partido Comentários