EDITORIAL

BASE DAS LAJES:

 

Solos Contaminados pelos Americanos

Ameaçam Vida dos Açorianos


  lagesHá muito tempo que todos desconfiávamos, mas agora há certezas: um relatório do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) concluiu que 18 locais da Praia da Vitória, onde fica a base aérea utilizada pelos americanos, estão contaminados por hidrocarbonetos e metais pesados, com risco de cancro para os residentes.

   A Estrada 25 de Abril, entre a vila das Lajes, em frente à Base, e o parque de combustível de aviões, à saída da cidade da Praia da Vitória, ladeada de moradias onde já residiram americanos e agora residem açorianos, é conhecida de uns e de outros como a Estrada do Cancro, que já se manifesta no caso de algumas famílias inteiras.

   Um estudo encomendado pela Força Aérea Americana na Europa (USAFE), mas mantido em segredo até agora, relaciona pela primeira vez a contaminação dos solos e dos lençóis freáticos em quarenta e um locais da Base das Lajes com o cancro de alguns moradores americanos.

Há ainda suspeitas de outros contaminadores, nomeadamente radioactivos, mas não se divulgaram até agora relatórios de estudos científicos que os confirmem. O que se sabe, porém, é que, além da fuga de combustíveis, os americanos são responsáveis pela contaminação provocada pelo derrame de lamas tóxicas, o enterramento de amianto e outros produtos perigosos no solo.

   Em declarações ao semanário Expresso, Maria Gomes, estudante de enfermagem, moradora na Estrada do Cancro, lembrou que sua mãe, Ana Soares, tem um cancro da mama e que há mais quatro membros da sua família atingidos por doenças oncológicas e que já morreram.

   O ministro dos negócios estrangeiros do governo de Lisboa, Augusto Santos Silva, tem protegido escandalosamente os americanos da responsabilidade pelas contaminações dos solos e dos aquíferos profundos da Base Aérea. Nas suas declarações aos jornalistas em 28 de Fevereiro, o ministro Santos Silva frisou que haveria uma campanha internacional sobre o grau de contaminação deixado pelos americanos na Terceira e afirmou que não existiria nenhum fundamento científico que permitisse comparar a incidência dos doentes oncológicos da Praia da Vitória com a de outras zonas dos Açores. Mas a verdade é que está a morrer mais gente com cancro nas Lajes e na Praia da Vitória do que em qualquer outra zona açoriana com a mesma massa populacional.

   O governo regional de Vasco Cordeiro tem alinhado com o governo da República na protecção dos americanos. Não é de admirar: o governo central e o governo regional, em relação ao imperialismo ianque, nunca passaram de governos de lacaios e cordeiros.

   O Partido Comunista de Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) exige do governo central e do governo regional que divulguem imediatamente os relatórios americanos e portugueses já elaborados sobre a poluição dos solos e aquíferos das Lajes e da Praia da Vitória, e aprofundem os estudos sobre as doenças oncológicas dos residentes na área.

   O governo português deve exigir do governo americano a imediata publicação das dezenas de estudos encomendados sobre esta matéria pelas forças armadas dos Estados Unidos durante os últimos trinta e seis anos e com exclusiva referência à ilha Terceira, onde se identificam os quarenta e um locais da ilha contaminados pelos americanos e que são do seu conhecimento.

   As pessoas com cancro na área da base devem exigir as devidas indemnizações aos governos do Estados Unidos da América do Norte, da Região Autónoma dos Açores e da República Portuguesa!

   E exigimos ainda que o governo imperialista americano proceda, às suas custas, à imediata descontaminação dos solos e dos aquíferos profundos da Base das Lajes e respectivas áreas envolventes!

   Tudo sem demora e com o pagamento das devidas indemnizações!

             09MAR18                                                                                                 

Comité do PCTP/MRPP na Ilha Terceira

Partilhar
Está em... Home Editorial Base das Lages