CULTURA

Poemas mínimos 5

Sombras e petardos

Poemas mínimos

 

XXVI

A fábrica

Martelar contínuo

De relógios pesados

A ritmo intenso.

Sinfonia dos deuses.

 

XXVII

Quanto vale um minuto?

Vale sessenta segundos.

Quanto vale um olhar?

Vale um minuto.

Quanto vale um minuto?

Vale sessenta segundos.

Quanto vale um sorriso?

Vale um minuto.

Quanto vale um minuto?

Sessenta segundos.

Quanto vale a revolta?

Vale uma vida.

Quanto vale uma vida?

Vale um olhar.

Quanto vale um olhar?

Vale um sorriso.

 

E o fim?

É quando o relógio pára.

 

XXVIII

Serviços secretos

Não vão à missa

Espiar os pecados do mundo.

 

XXIX

Martin Luther King

Ter um sonho como Martin Luther King,

Perante tantos pesadelos

Ainda há homens que sonham.

13Jun17

João Camacho

 

 

 

 

 

 

 

 

Partilhar

Adicionar comentário


Código de segurança
Actualizar

Está em... Home Cultura Poemas mínimos 5